Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

'

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Prefeito Carlos Eduardo se reúne com Reitoria e DCE/UFRN

Danyelle fala ao prefeito das carências dos estudantes
Hoje, 19, mais cedo, o prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves recebeu na prefeitura municipal a coordenadora geral do DCE Danyelle Guedes, a reitora da UFRN Ângela Paiva Cruz, o superintendente de infra-estrutura Gustavo Coelho e o pró-reitor de assuntos estudantis Paulo Campos para tratar dos investimentos, parcerias e projetos para o ano de 2014.

Entre as pautas reivindicadas pelo DCE ao prefeito, está mais uma vez, a questão do circular. Questão essa de suma importância, tendo em vista a enorme comunidade acadêmica que possui a universidade e que aumenta cada vez mais. Só no próximo ano serão mais de 5 mil novos ingressos. Hoje temos apenas 7 (sete) carros fazendo a linha circular (este ano, por reivindicação do DCE, passou de 5 para 7 ônibus).

Reitora Ângela e Prefeito Carlos Eduardo discutem UFRN
Além da ampliação da linha circular, o DCE também reivindica mais ônibus acessíveis, visto que hoje só temos 2 (dois) carros acessíveis (também já foi conquista desta gestão). Também foi solicitado pela coordenadora Danyelle Guedes que os ônibus circulem normalmente aos sábados, sabendo da necessidade do estudante de se locomover também nestes dias.

Entre as pautas da reunião também estiveram a implantação da ciclovia do campus central no anel viário. O orçamento para as ciclovias é alto, na casa dos R$ 6.000.000,00 e será necessário buscar recursos com os parlamentares do Rio grande do Norte, para através de emenda colocar o projeto em prática.

Além disso, a prefeitura em parceria com a UFRN realizará campanha educativa do trânsito no ano de 2014, visando melhorar o fluxo e dar agilidade às vias. Aguardem.



segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Novo regimento conta com mudanças para o próximo semestre

A partir do próximo ano, algumas coisas mudarão na UFRN pelo novo regimento de graduação. O nosso integrante no CONSEPE Thomas Kefas, esteve a par das mudanças e as registrou para nós.

São elas:

Primeiro Ponto - Título III - Capítulo V
Um dos pontos mais significativos para mudanças à longo prazo, nós, do CONSEPE, entendemos que a formação dos alunos deve ser flexível, cada curso deve ter uma carga horária mínima para o conhecimento base.

Isso implica em uma necessidade de uma mudança gradativa nas grades curriculares dos cursos de graduação, com um aumento na oferta de disciplinas optativas e uma exigência maior no número de disciplinas desse tipo necessárias à conclusão do curso.

O limite mínimo de disciplinas optativas é de 10% da carga horária total da estrutura curricular, e a oferta de componentes curriculares deve ser de no mínimo 50% superior à carga horária a ser cumprida. Assim, garante-se que o aluno realmente possa optar pelas disciplinas que desejar, e não transforme-se disciplinas optativas em obrigatórias devido a falta de oferta de outros componentes.

Essa flexibilidade permitirá que alunos que façam intercâmbio possam incorporar as disciplinas de outras universidades ao seu histórico.
-------

Uma modificação que deve ser observada por nós, professores, está no novo prazo do artigo 38. O prazo máximo para implantar o plano de curso no SIGAA, apresentar o programa da disciplina é de 15% da carga horária total do componente, isso deve ser observado principalmente nos módulos, pois o prazo será curtíssimo.
-------

Outra mudança que deve ocorrer de forma gradativa estão no Artigo 39. Ao estabelecer o que é pré-requisito o CONSEPE busca coibir o uso de pré-requisitos para "travar" o curso e não permitir que os alunos possam pagar disciplinas de outros semestres.
-------

Outro ponto que deve ser colocado é uma mudança na forma de contabilizar as faltas. Em vez de calcular-se um número máximo de faltas, passa-se a contar o número mínimo de presenças. É uma sutil diferença mas o aluno que já tiver cumprido o número de presenças mínimo para a carga horária do componente não poderá ser prejudicado ao levar falta em uma aula extra, assim como aquele que estiver pendurado por falta poderá ser beneficiado em caso de uma aula extra. (artigo 113)
--------

Sobre as provas, bem, o regimento mantém a necessidade de 3 notas, mas estabelece que além de discutir os critérios de avaliação, os professores devem divulgar o resultado de cada unidade em até 3 dias antes da realização do primeiro instrumento avaliativo da unidade seguinte. (artigo 101)

E ainda, diz que caso o professor insista em realizar alguma avaliação sem obedecer tal critério a mesma será anulada. Nesse caso qualquer estudante da turma deve solicitar a anulação da avaliação no departamento de vinculação. (artigo 102)
-------

Ainda sobre o sistema de notas, optou-se por não mais utilizar-se de média ponderada, adotando um sistema de média aritmética das notas das 3 unidades.
-------

Sobre o ponto mais discutido aqui nesse fórum, sobre o rendimento acadêmico, quero fazer algumas considerações.

A nota mínima necessária para um aluno ser aprovado na UFRN já é 5,0. O que ocorre atualmente é que aquele aluno que não obtém nota 7,0 é submetido à recuperação e é estabelecido um NOVO CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO, que permite o aluno passar com nota 5,0.

No novo sistema foi ABOLIDA a recuperação (ou 4ª prova) mantendo-se um sistema com duplo critério para aprovação.

O aluno que obtém média igual ou superior a 7,0 (como já era antes) está aprovado.

Como não tem-se mais a recuperação, foi estabelecido um NOVO CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO caso o aluno tenha uma nota inferior à 7,0. Nesse caso, observar-se-á a CONSTÂNCIA desse aluno, assim, aquele que tiver uma constância mínima de notas iguais ou superiores à 3,0 pontos, será aprovado com média 5,0 (como já era antes).

O aluno que não obtiver essas notas estará REPROVADO. Lembrem-se, não existe mais recuperação.
-------

Surge um problema, e se o aluno faltar por algum motivo, não estiver bem psicologicamente no dia da avaliação, ou tiver perdido alguma parente, ou sofrido algo que, por qualquer motivo, o impossibilite de realizar uma boa avaliação, sabemos que estamos sujeitos à tais problemas.

O tempo que o professor perde em sala de aula com 3 avaliações, em alguns componentes, é algo precioso, são no mínimo 3 dias de aula que não são dadas, e quando os alunos faltam e requerem uma reposição, são mais 3 dias. Fora que nem todos os alunos têm em mãos algo que comprovem e justifique sua ausência para dar entrada nos procedimentos de pedido de reposição.

Estabeleceu-se então que TODOS os alunos têm DIREITO à UMA REPOSIÇÃO POR DISCIPLINA. Assim, caso o aluno tenha tido algum problema durante a avaliação que o impossibilite de comparecer ou tenha interferido em sua avaliação, ele poderá fazer uma nova avaliação para SUBSTITUIR a avaliação perdida ou com rendimento ruim.

O professor poderá utilizar um ÚNICO instrumento de avaliação para todos os que desejarem, assim, são mais 2 dias de aula na disciplina.
--------

Outro ponto é o novo prazo para trancamento de matrícula, volta-se à ser 1/3 e não mais 2/3 do tempo do componente. Assim, as vagas terão uma maior chance de serem preenchidas por alunos que solicite matrícula fora de prazo.
--------

Bem, é possível também ao aluno requerer dispensa do componente curricular caso ele comprove prévio conhecimento do conteúdo do componente, nesse caso o aluno será avaliado por uma banca de 3 professores com conhecimentos do componente, nomeado pelo chefe do departamento para tal. (artigo 276)
--------

Por fim, outro ponto extremamente importante, mas que não é uma novidade do regimento antigo, contudo, percebo que vem sendo negligenciado pelos alunos do curso, consiste no REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES, previsto nos artigos 263 à 269.

Em resumo, tanto no regimento de graduação atual, quanto no novo, NÃO HÁ PREVISÃO DE ABONO DE FALTAS, isso somente é possível em um ÚNICO caso previsto no estatuto que é para participação em CONSELHOS SUPERIORES.

Nos casos de PARTICIPAÇÃO EM CONGRESSO OU EVENTO ESPORTIVO, DOENÇA, ALUNA GESTANTE OU ADOTANTE, existe o REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES. Nesses casos os alunos interessados deve requerer à COORDENAÇÃO DO CURSO (para os participantes de congresso científico e de competições artísticas ou desportivas, de âmbito regional, nacional ou internacional, é necessário formalizar pedido antes do início do evento e, posteriormente, entregar comprovação oficial de participação no mesmo).

Nesses casos, os alunos não poderão receber faltas, e o professor deve substituir as atividades de sala de aula por atividades, condizentes com a situação do aluno, a serem realizadas em seu domicílio, para compensar aquelas perdidas em sala.
--------

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Inscreva sua chapa para as eleições do DCE


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Comitiva americana escolhe a UFRN para treinar na Copa

Mais uma seleção que vai jogar em Natal na primeira fase da Copa do Mundo 2014 enviou seus representantes à cidade nesta terça-feira. Depois da Itália, foi a vez de uma comitiva dos Estados Unidos visitar a Arena das Dunas, que será palco do confronto contra a seleção de Gana no Mundial. O diretor geral de administração da Federação Americana de Futebol (US Soccer), Tom King, esteve acompanhado do assessor de imprensa Michael Kammarman. O grupo ainda vistoriou um hotel 5 estrelas da Via Costeira e o campo da UFRN, que servirá como centro de treinamento para o time da terra do "Tio Sam". 
Comitiva dos EUA visita a Arena das Dunas, em Natal (Foto: Klênyo Galvão)Comitiva dos EUA visita a Arena das Dunas, em Natal (Foto: Klênyo Galvão)

Em nome da Federação, Kammarman disse que Natal está fazendo um trabalho fantástico e que todos estão bastante empolgados por fazer o jogo de estreia no Mundial na capital potiguar. Sobre o centro de treinamento da UFRN, ele elogiou o progresso das obras e achou o local bem completo. Toda a estrutura que está sendo preparada vai ser boa não só para eles, como também será um legado para a universidade. Kammarman conta ainda que foram muito bem recebidos e que o hotel escolhido é bonito e muito bom para todo o time; tem tudo que eles precisam.
Michael Kammarman, assessor de imprensa da USA Soccer Confederation - Copa do Mundo, em Natal (Foto: Augusto Gomes)Michael Kammarman, assessor de imprensa da U.S. Soccer Federation (Foto: Augusto Gomes)
- Por tudo que vimos hoje (terça-feira), nós estamos muito empolgados em vir para Natal. As pessoas são ótimas, as praias são muito bonitas, mas o mais importante é que seremos recebidos com uma boa estrutura para nos prepararmos para o jogo contra Gana - disse o americano.
No que diz respeito à segurança dos jogadores, Kammarman disse que sempre há essa preocupação onde quer que a seleção americana vá jogar. No hotel, a comitiva avaliou os acessos, circulou pelas dependências do lugar e ainda entrou em alguns quartos para checar o nível de segurança. Mas, segundo o assessor de imprensa, foi uma sorte dos EUA poder jogar em Natal. Ele disse que "se sentirão seguros" e que todo o departamento de segurança da federação já está tomando as devidas providências. "A única preocupação dos jogadores será em jogar futebol", completou.

De acordo com o superintendente de infraestrutura da UFRN, Gustavo Coêlho, foi feito um investimento no valor de R$ 10 milhões no complexo esportivo da universidade. Ele afirmou que critérios como qualidade, nivelamento e dimensões do gramado, além do sistema de drenagem e irrigação tiveram avaliação positiva dos americanos.

Gustavo Coelho, superintendente de Infraestrutura da UFRN - Copa do Mundo, em Natal (Foto: Augusto Gomes)
Gustavo Coêlho diss que a comitiva dos EUA
aprovou o campo da UFRN (Foto: Augusto Gomes)
- Nós estamos finalizando os investimentos que foram feitos até agora de R$ 10 milhões contemplando a pista de corrida, o campo de futebol e a reestruturação do sistema elétrico de todo o parque poliesportivo. Agora nós vamos fazer as instalações provisórias dos vestiários e arquibancadas - explica o superintendente.

A UFRN disponibilizou ainda as piscinas, salas de musculação e um centro de mídia, que será instalado em um prédio da instituição próximo ao campo. Apresentada toda a estrutura do local, os americanos não fizeram nenhuma exigência. Eles chegaram a sugerir que a grade que cerca o campo fosse fechada para evitar a exposição dos atletas. Mas o superintendente informou que não há expectativa para o serviço e que isso não seria, então, um problema para que a equipe treinasse lá.

Após a visita à UFRN, a comitiva americana foi até a Arena das Dunas, onde passou cerca de meia hora apenas. De lá, saíram direto para o Aeroporto Internacional Augusto Severo. O secretário adjunto de Esporte, Lazer e da Copa do Mundo em Natal, Carlos Eduardo do Nascimento, acompanhou a visita e disse que os americanos gostaram das instalações do estádio.
Comitiva dos EUA visita campo da UFRN, em Natal (Foto: Victor Lyra)Comitiva dos EUA visita campo da UFRN, em Natal (Foto: Victor Lyra)

- Eles acharam muito boa a forma arquitetônica, e também ficaram impressionados com o nível do gramado, que foi, para eles, a principal observação na avaliação. Eles se interessaram apenas pelo gramado e pelo vestiário. Nesses pontos, não temos nada a dever a ninguém. O gramado está em perfeitas condições e, se tivéssemos um jogo agora, seria um palco perfeito e os vestiários já estão completamente equipados. Resta apenas darmos o pontapé inicial para começarmos a Copa do Mundo - explicou.

Os representantes americanos passaram anteriormente por Manaus e, após a visita a Natal, voltaram para Chicago, nos Estados Unidos. No grupo G, os EUA fazem o jogo de estreia no dia 16 de junho, em Natal. No dia 22, a delegação segue para Manaus para enfrentar Portugal, e encerra a fase de grupos em Recife, na partida contra a seleção da Alemanha, no dia 26 de junho.

Natal 2014: o estádio é bonito, mas a transparência é baixa

Natal, na contra-mão, mais uma vez, do crescimento e desenvolvimento brasil à fora. Desta vez a cidade foi uma das únicas cidades-sede da Copa do Mundo FIFA 2014, que ficaram em nível baixíssimo de transparência.

Arena das Dunas quase pronto (clique para ampliar)
A avaliação, divulgada no ultimo dia 3, foi feita com base em 90 perguntas, feitas pelo instituto Ethos, que abordam questões como a disponibilidade de informações e a participação dos cidadãos nos investimentos de preparação para o mundial. A partir das respostas, a cidade recebe uma nota que vai até 100.

O levantamento mostra que as cidades de um modo geral melhoraram muito no quesito transparência com relação ao ano passado, com melhoras em boa parte das sedes (veja comparação no final da matéria).

As cidades de São Paulo, do Recife, de Manaus e Fortaleza tiveram menos de 40 pontos e foram classificadas como capitais com baixa transparência. Salvador e Natal ficaram com nota inferior a 20, que indica um nível muito baixo de transparência.

“Natal foi o destaque negativo, pois diminuiu a pontuação em relação à primeira edição” ressalta o texto sobre a capital do Rio Grande do Norte, a pior avaliada este ano.

Brasília, Porto Alegre e Belo Horizonte foram as cidades apontadas como cidades com alta transparência, tendo nota acima de 70. Com 50,37 pontos, as cidades do Rio de Janeiro, de Curitiba e Cuiabá foram classificadas como de transparência média.


Levantamento de 2013
CidadePontuaçãoÍndice de transparência
Brasília77,26Alta
Porto Alegre71,82Alta
Belo Horizonte70,33Alta
Rio de Janeiro50,37Média
Cuiabá49,08Média
Curitiba45,87Média
São Paulo38,15Baixa
Recife35,55Baixa
Manaus25,18Baixa
Fortaleza23,24Baixa
Salvador19,48Muito baixa
Natal12,21Muito baixa

Levantamento de 2012
CidadePontuaçãoÍndice de transparência
Porto Alegre49,92Média
Belo Horizonte49,86Média
São Paulo18,81Muito baixa
Natal15,75Muito baixa
Curitiba15,57Muito baixa
Rio de Janeiro15,36Muito baixa
Salvador14,82Muito baixa
Brasília14,63Muito baixa
Recife14,32Muito baixa
Fortaleza14,29Muito baixa
Manaus13,23Muito baixa
Cuiabá10,38Muito baixa

Com informações de g1.globo.com e www3.ethos.org.br/

UFRN é considerada novamente a melhor Universidade do Norte/Nordeste.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) continua liderando o ranking do Índice Geral de Cursos (IGC), pelo segundo ano consecutivo, tanto em relação às Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) quanto às Instituições de Ensino Superior (IES) do Norte/Nordeste. Esse resultado foi divulgado na última sexta-feira, 6, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) - órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

O IGC é um indicador que mede a qualidade de instituições de educação superior de todo país. Para sua composição, o MEC leva em conta a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação. O resultado final está em valores contínuos (que variam entre 0 e 500) e em faixas (de 1 a 5). A UFRN alcançou 368 pontos e ficou na faixa 4.

Entre as Instituições de Ensino Superior do Brasil (IES) a UFRN figura na 48ª posição e entre as Instituições Federais de Ensino Superior do Brasil (IFES) ocupa a posição de número 16.

Para avaliar os cursos de graduação, é utilizado o Conceito Preliminar de Curso (CPC). O CPC é uma média das notas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), infraestrutura da instituição e programa pedagógico. Para um curso ter CPC é necessário que ele tenha participado do ENADE com alunos ingressantes e alunos concluintes. Por isso mesmo, algumas instituições mais novas não aparecem no quadro de avaliação de anos anteriores.

Como cada área do conhecimento é avaliada de três em três anos no ENADE, o IGC leva em conta sempre um triênio. Assim, o IGC 2007 considerou os CPC’s dos cursos de graduação que fizeram o ENADE em 2007, 2006 e 2005, e assim, sucessivamente. A medida de qualidade da graduação que compõe o IGC é igual à média dos CPC’s para o triênio de interesse.

A avaliação dos programas de pós-graduação, realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), compreende a realização do acompanhamento anual e da avaliação trienal do desempenho de todos os programas e cursos que integram o Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG). Os resultados desse processo, expressos pela atribuição de uma nota na escala de 1 a 7 fundamentam a deliberação CNE/MEC sobre quais cursos obterão a renovação de reconhecimento, a vigorar no triênio subsequente. A medida de qualidade da pós-graduação que compõe o IGC é uma conversão das notas fixadas pela CAPES.

*Com informações do Inep/MEC.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Inglês sem Fronteiras oferece cursos preparatórios para testes de proficiência em inglês


O Núcleo de Língua Inglesa (NucLi) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), implementado pelo Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras (DLLEM), iniciará suas atividades acadêmicas a partir de 09 de dezembro de 2013 e as aulas dos cursos presenciais de língua inglesa terão início em 13 de janeiro de 2014. Os cursos presenciais são gratuitos e visam à aprovação em testes de proficiência, como TOEFL e IELTS. 

O Núcleo de Língua Inglesa é uma das iniciativas do Programa Inglês sem Fronteiras (IsF), parceria entre UFRN, MEC/SESU e CAPES, em apoio ao Programa Ciência sem Fronteiras. Serão ofertadas 360 vagas, com aulas nas instalações do campus central. 

As aulas serão destinadas aos alunos de cursos elegíveis ao Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) que atendam ao perfil definido pelo CsF e que estejam cursando (com sua inscrição ATIVA) o My English Online – MEO (http://www.myenglishonline.com.br/), oferecido também gratuitamente pela CAPES, conforme já amplamente divulgado em mídia local e nacional desde março de 2013. Os alunos que já se inscreveram no MEO, mas não ativaram suas senhas, deverão iniciar as atividades do curso a partir de agora e permanecer ativos para poderem ter acesso aos cursos presenciais. Os demais poderão solicitar suas inscrições de imediato, uma vez que o processo de autorização de senhas pela CAPES pode demorar dependendo da demanda pelo curso. 

As inscrições aos cursos presenciais de língua inglesa serão efetuadas exclusivamente pela internet, por meio de link disponibilizado na página eletrônica do Programa IsF, no endereço: http://isf.mec.gov.br. O sistema ficará disponível para inscrição dos candidatos a partir das 12h do dia 09 de dezembro até às 23 horas e 59 minutos do dia 16 de dezembro de 2013, observado o horário oficial de Brasília-DF. 

As aulas dos cursos de língua inglesa serão realizadas ao longo da semana em horários alternativos (no horário do almoço, por exemplo) e aos sábados, no total de quatro horas de aulas presenciais por semana. Além das aulas presenciais, os alunos do MEO poderão ter acesso a três horas de acompanhamento on-line semanais. 

O Programa Inglês sem Fronteiras visa incrementar a elegibilidade dos discentes da universidade à mobilidade internacional a partir do desenvolvimento da proficiência em língua inglesa. Outras informações podem ser encontradas no site http://isf.mec.gov.br e com os coordenadores IsF de nossa instituição nas instalações do NucLi, localizado no setor de aulas II na sala 18 do bloco I. Também podem obter mais informações por meio do telefone (84) 9480-6848, pelo e-mail isf.ufrn@gmail.com ou no grupo do facebook (https://www.facebook.com/groups/169339699938722/). 

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Mostra de Cinema e Direitos Humanos chega a sua 8ª edição

Mostra de Cinema e Direitos Humanos chega a sua 8ª edição, sendo esta a 5ª em Natal. A mostra é uma produção da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal em parceria com o Ministério da Cultura.

O objetivo principal da mostra é trazer os temas dos direitos humanos para o ambiente de reflexão da sociedade através do cinema.

A solenidade de abertura acontecerá na noite do dia 05 de dezembro as 19h no auditório do IFRN, Campus Cidade Alta, com entrada gratuita.

Solicitamos sua colaboração para fazer chegar ao maior número de pessoas que atuem com direitos humanos em Natal e Grande Natal de forma a fortalecer a realização da mostra e também fomentar a vinda deste público ao cinema entre os dias 05 e 10 de dezembro.

Mais informações sobre o conteúdo da mostra, sinopses dos filmes acesse: http://mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/