Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

Reforma Política

Plebiscito Popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do Sistema Político brasileiro!

'

Canal DCE

Veja os vídeos do DCE no youtube

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

DCE publica relação de bandas selecionadas para a Calourada 2013.1

A comissão responsável pela organização e escolha das bandas para calourada 2013 do DCE da UFRN comunica que as bandas selecionadas foram: 
  • Medida Provisória 
  • Arrelia 
  • Luanda Damasceno 
  • Raulzitos 

 As bandas foram escolhidas de maneira consensual, atendendo aos critérios de seleção, conforme consta no edital). 

No mais, a comissão agradece em nome do Diretório Central dos Estudantes da UFRN o cadastramento das mais de cinquenta bandas para o nosso evento. Deixamos claro nossa honra em poder conhecer um pouco mais do som da nossa terra e encontrar em vocês a diversidade que precisamos para uma universidade mais plural quanto a seus ritmos e sons. 

Como consta também no edital, a listagem permanecerá em nossos arquivos para posteriores seleções de eventos culturais na Universidade. Parabéns aos selecionados!

Atenciosamente, 

Nayara Xavier 
Coordenadora de Arte e Cultura do DCE-UFRN

O DESSERVIÇO DO TRANSPORTE PÚBLICO. Por Luís Pereira, aluno de Ciências Sociais.


O serviço de transporte público de Natal sempre foi precário. Ônibus de má qualidade, desconfortáveis, com anos de uso e muito caro. Esse serviço que é uma concessão do município, nunca recebeu dos poderes públicos a atenção merecida, ou seja, é feita a concessão a empresários, que em momento algum pensam em prestar um serviço de boa qualidade à população, apenas pensam nos lucros. 

Na contramão da história, empresários e autoridades públicas, não conseguem enxergar que uma cidade como Natal, cujo perímetro urbano é um dos menores do país, poderia servir de modelo neste tipo de serviço, tendo em vista, questões como maior economia, menos poluição, maior fluidez no trânsito, sem superlotação que daria inveja a qualquer visitante. Natalenses, muitas vezes sem condições financeiras, aventuram-se na compra de um carro financiado, para fugir dos ônibus que leva-nos ao estresse e quiçá a outros problemas mais graves de saúde, além dos problemas financeiros. Enquanto se discute a questão do transporte público como uma alternativa econômica e ambientalmente correta, aqui o transporte público está atrelado a uma visão empresarial retrógrada, na qual impera o conceito de quanto pior melhor.

O sistema ferroviário não atende a demanda. Os transportes alternativos e de vans também não, além de muitas vezes ser operados por pessoas sem a menor qualificação. Enquanto isso, os empresários de ônibus monopolizam o sistema e impõe seus métodos arcaicos de serviços e administração.

Agora assistimos a uma velada orquestração de “vingança maligna”, dos empresários de transportes públicos de ônibus de Natal, contra os estudantes.

Os estudantes unidos à população natalense, encamparam no ano passado uma luta, que resultou em grande vitória, contra o abusivo aumento dos preços das passagens. Não conformados com a derrota, começaram as medidas que atualmente, estão trazendo sérios prejuízos para todos os usuários de transportes coletivos da cidade.

O movimento contra o aumento da passagem do ónibus(Revolta do Busão) ocorreu entre os meses julho/agosto 2012; Populares, estudantes e outros cidadãos que estavam nas ruas foram rechaçados pela polícia, e a ação violenta, que gera mais violência, levou a pessoas em um momento de impulsão e revolta, a atos nunca antes visto na cidade, como a queima de um ônibus. O sentimento de pacificidade da população, que é uma construção social que procura negar as lutas populares, demonstrou seus limites e serve de aviso a autoridades e empresários que vivem como velhos senhores do período do Brasil colônia.

O fato é que após a vitória popular, os usuários começaram a ser atingidos pelos empresários de transportes coletivos, com a conivência das autoridades, com medidas como:

Suspensão das linhas 03, 28 e 45 em setembro do ano passado. Estas linhas tinham em comum o fato de transportar um grande número de estudantes, que se destinam ao Campus da UFRN, e IFRN; logo depois, modificação do itinerário da linha 48, que há anos circulava pela Campus da mesma UFRN; mais recentemente modificação do itinerário da linha 66 via Campus. Além disso, nota-se uma diminuição do número de ônibus adaptados para pessoas com necessidades especiais, e pior, os poucos que circulam pelo Campus, inclusive o raríssimo circular, parece não passarem por manutenção alguma, tendo em vista que, quase sempre apresentam defeito na hora que precisam ser utilizados.

Essa situação caótica, de falta de respeito à pessoa humana, de descaso com o serviço de transporte público, exige uma providência urgente dos órgãos responsáveis e das instituições envolvidas, como a própria UFRN, que corre o risco de ver seus alunos apresentarem prejuízos acadêmicos em virtude do desgaste causado pela demora nas paradas, atraso na chegada ao horário de aula, no retorno para casa e para outras atividades.

Luis Pereira
Aluno do Curso de Ciências Sociais da UFRN.

SELEÇÃO PARA NOVOS INTEGRANTES PARA O GRUPO DE DANÇA PARAFOLCLÓRICO DA UFRN.


O grupo Parafolclórico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre seleção para novos integrantes. Podem participar alunos, professores e funcionários da UFRN e também interessados da comunidade externa. As vagas são ilimitadas. Não há cobrança de taxa de inscrição e nem de mensalidade.

A triagem acontece na próxima terça-feira, 5 de março, no Departamento de Educação Física, às 19h. É recomendado chegar às 18h30, e usar roupa confortável para fazer a aula prática.

Entre os requisitos para participar da seleção estão idade mínima de 18 anos e condições físicas para dançar. Os ensaios acontecem de segunda a quinta-feira, das 19h às 21h.

O grupo parafolclórico da UFRN foi criado em 1991 por alunos do curso de Educação Física, tendo como ponto forte não somente a dança, mas a interação com a comunidade, buscando trocar experiências entre o saber acadêmico e o popular com releituras de danças populares do nordeste do Brasil.

Os interessados podem ligar para os telefones: 8801-2290; 8828-4858; 9988-2701 ou 9942-0566. 

De: PROEX

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Plenária das Juventudes em Luta do RN será neste sábado


Disseminar, contagiar o Brasil com as lutas da juventude por reformas estruturais e por melhores condições de vida, superando a opressão e a ausência de políticas garantidoras de direito. É esse o recado que pretende dar a Jornada de Lutas da Juventude que levará às ruas do país, de 25 de março a 01 de abril, dezenas de organizações e milhares de jovens. O ponto de partida foi dado com o lançamento do manifesto, que afirma a união de diversas organizações (estudantil, negros, trabalhadores urbanos e do campo, movimento LGBT, feministas, cultura, periferia, dentre outros) para "avançar nas mudanças e conquistar mais direitos para a juventude".


O lançamento da Jornada Nacional de Lutas da Juventude ocorreu no último final de semana, em São Paulo, e reuniu 200 jovens. Na coordenação nacional estão, dentre outras entidades, a União Nacional dos Estudantes (UNE), MST, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Levante Popular da Juventude, Fora do Eixo, Nação Hip Hop Brasil, Marcha Mundial das Mulheres e a Pastoral da Juventude. Para o presidente da UNE, Daniel Iliescu"essa articulação é um marco importante que pode ter um papel decisivo na luta dos movimentos sociais brasileiros e para a juventude no país".

No Rio Grande do Norte, a primeira reunião de organizações e entidades juvenis está agendada para o dia 2 de março (sábado), a partir das 10 horas, no IFRN da Cidade Alta, na Avenida Rio Branco.

Retrospectiva sobre a questão da linha Circular UFRN


Em Março de 2012 foi mandado um ofício por parte do DCE (Diretório Central dos Estudantes) para a promotoria do consumidor e ao Ministério Público, requerendo o aumento da frota do circular da UFRN. No ofício foi explicado que há tempos a frota oferecida era insuficiente para a demanda de estudantes que utilizam o serviço.

Em Janeiro de 2013 saiu o resultado da ação pelo Ministério Público, favorável ao DCE-UFRN. Sendo assim ficou firmado entre SEMOB, DCE, DER e Empresas de Transporte Coletivo que as mesmas entidades vão manter um fórum de reunião a cada dois meses com a finalidade de aperfeiçoar os serviços prestados. Por fim, foi decidido que a SEMOB iria disponibilizar mais um veículo para a linha circular-UFRN, ficando assim ao todo com sete ônibus, sendo dois deles com acessibilidade.

Infelizmente já foi investigado pelo DCE-UFRN e constatado que os sete circulares estão sim rodando na UFRN, porém não está sendo respeitado o acordo dos dois circulares adaptados para deficientes.

No dia 28 de fevereiro às 15h  o DCE terá mais uma reunião com a SEMOB na própria SEMOB, onde continuará sendo discutidas as questões de circular, da falta de acessibilidade dos ônibus de toda a cidade e das linhas de ônibus que deixaram de passar no Campus Central.

É importante que todos os estudantes saibam e tenham sempre em mãos os números para denúncia da SEMOB, qualquer irregularidade, ligar para: 3232-9092 e 3232-9093



Reunião do grupo "E o aleijado sou eu?"

Reunião do grupo "E o aleijado sou eu?"

Na tarde desta segunda-feira, aconteceu uma reunião no Centro de Convivência com participação de estudantes da universidade e  algumas pessoas que estão fazendo parte de um movimento o qual tem a finalidade de promover debates e atos em prol de uma maior acessibilidade no Campus Central da UFRN e na cidade de Natal, grupo está sendo chamado de "E o aleijado sou eu?". Depois de algum tempo de discussão sobre o assunto como as barreiras arquitetônicas e atitudinais na universidade foram tirados alguns encaminhamentos, como uma reunião com a CAENE (Comissão permanente de Apoio ao Estudante com Necessidade  Educacionais especiais) para discutir as devidas mudanças e melhorias da questão do acesso dentro do Campus.

Depois da reunião, a equipe de comunicação do DCE acompanhou um estudante cadeirante da UFRN no caminho do Centro de Convivência até o ponto de ônibus do Setor ll de aulas. A caminhada parece simples para a maioria das pessoas, porém ela fica complicadíssima para a, significativa, parcela da sociedade que tem algum tipo de deficiência, seja qual for.

Árvores no meio das passarelas dificultam (muito) a locomoção de portadores
de necessidades especiais na UFRN.

A falta de rampas também dificulta e às vezes
inviabiliza a locomoção de deficientes físicos.


É impossível o cruzamento de uma pista para outra na para de ônibus
do setor de aulas II por deficientes.


ISSO É ACESSIBILIDADE? 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

CRDH realiza evento sobre a Copa 2014 na quarta-feira, 27


O Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH) realiza o evento "Internação Involuntária: Limpeza Social para a Copa 2014?” na próxima quarta-feira, 27, às 18h, no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O evento é um debate acerca das internações involuntárias e compulsórias e suas relações com os megaeventos, como a Copa do Mundo de futebol em 2014. As inscrições serão realizadas no local do evento e há recebimento de certificado de participação.

A palestra contará com a participação da professora do Departamento de Psicologia da UFRN Ana Karenina Arraes; do representante do Conselho Estadual de Direitos Humanos e Cidadania Marcos Dionísio Caldas; do representante do Consultório de Rua Rinaldo Sampaio; e do professor do Departamento de Comunicação Social (DECOM) da UFRN Ruy Rocha. 

O CRDH, vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e à UFRN, é um projeto de extensão criado em 2011. Com o objetivo de contribuir para o cenário de promoção dos Direitos Humanos no estado do Rio Grande do Norte (RN), o CRDH atende às vítimas de violação de direitos e fortalece a promoção da cidadania.  

O Centro presta orientação geral sobre direitos humanos a qualquer cidadão e orientação especializada à população, encaminhando-o aos serviços adequados para cada caso que surgir. Estas ações são prestadas pelos profissionais e estagiários devidamente capacitados.

Fonte: UFRN.br


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

DCE esclarece questões sobre a linha circular da UFRN

Na tarde desta quinta-feira, 21, a equipe de comunicação do DCE-UFRN foi até o alojamento dos motoristas dos circulares da UFRN, que se encontra ao lado do Restaurante Universitário, afim de tirar algumas dúvidas dos estudantes com o fiscal da SEMOB sobre os veículos que fazem parte da linha 588-Circular UFRN.

http://arquivos.tribunadonorte.com.br/fotos/55987.jpg

A primeira questão foi a quantidade de veículos hoje em funcionamento na UFRN e quantos deles possuem acessibilidade. Como era de se esperar o fiscal Willams Silva, nos informou que haviam 07 circulares em funcionamento, porém para a nossa surpresa também fomos informados por ele e pelos motoristas que ali estavam presentes que apenas 01 circular possuía acessibilidade para portadores de necessidades especiais. A surpresa se deu por conta de que a negociação feita entre DCE, UFRN, SEMOB e SETURN era que houvessem 02 carros acessíveis rodando no campus.

A segunda questão por nós colocada foi quanto aos horários dos ônibus, se eles estão saindo no horário programado. O fiscal respondeu que muito dificilmente os ônibus saem realmente no horário, principalmente nos horários de pico, como, por volta de meio dia e por volta das 18h. Segundo ele e alguns motoristas, o horário é difícil de ser cumprido por motivos como trânsito e alta demanda de estudantes nestes horários.

Perguntamos também se havia algum motivo específico que resultasse no cancelamento de alguma viagem. Foi nos respondido que sim, acontece de, quando um motorista falta sem algum aviso prévio, a empresa responsável ter que ir atrás de outro para substituí-lo de última hora e por vezes isso demora bastante, o que acarreta na “queima” de algumas viagens. Outras vezes viagens são perdidas pelo mal funcionamento de algum veículo, impossibilitando o mesmo de seguir viagem.

Sobre a questão da falta do circular com acessibilidade, fomos averiguar com a própria SEMOB o motivo pelo qual não está se cumprindo o prometido de ter dois circulares acessíveis na nossa universidade. Ligamos para o setor responsável afim de obter respostas, porém no momento do contato, hoje (21), pela tarde, a pessoa responsável não podia conversar pois estava em reunião. Fizemos então, uma reclamação formal e um boletim de ocorrência e pedimos para que assim que possível retornassem o contato.

No próximo dia 28, às 15h, o DCE terá mais uma reunião com a SEMOB, onde continuará sendo discutidas as questões de circular, da falta de acessibilidade dos ônibus de toda a cidade e das linhas de ônibus que deixaram de passar no campus.

Reclamação por parte dos motoristas

Conversamos nesta tarde, com o motorista de circular Edmilson Marinho, que aproveitou a nossa presença para reivindicar algumas questões. Uma delas foi a falta de compromisso por parte da UFRN com os motoristas. Segundo ele as condições do alojamento, onde eles deixam objetos pessoais e utilizam o banheiro, é precária. E realmente isso foi observado por nós. Ainda segundo Edmilson, foi prometida a construção de outro alojamento há 3 meses, porém a obra ainda não foi iniciada.

Outra reclamação por parte dos motoristas foi da falta de respeito de motoristas de carros particulares que utilizam paradas feitas para o circular para estacionar seus carros, dificultando assim a circulação e a parada dos ônibus. Reclamaram, também, da falta de educação dos próprios estudantes que utilizam o serviço dos circulares, que segundo alguns motoristas, os tratam como “bichos”, segundo eles é difícil receber um bom dia ou um obrigado. 


O DCE continua com o compromisso de manter a comunidade acadêmica informada das principais questões que lhes dizem respeito. Circular, Restaurante Universitário, Assistência Estudantil e qualidade em educação estarão sempre em nossas pautas.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Último dia para Cadastramento dos aprovados no SiSU


O último dia do cadastramento da terceira chamada para os alunos aprovados pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é nesta quarta-feira, 20. Para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) são 540 vagas remanescentes.

Para os estudantes que fizeram as provas do processo seletivo em Natal ou Macaíba, o cadastramento e matrícula serão efetuados no Ginásio de Esporte do Campus Universitário, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Já para os alunos que escolheram fazer as provas em Caicó, Currais Novos e Santa Cruz, o cadastramento e a matrícula devem ser feitos das 8h às 11h e das 14h às 17h nos respectivos municípios.

Todos os aprovados devem comparecer aos locais de cadastramento portando Diploma de Conclusão do Ensino Médio, Identidade, CPF, quitação eleitoral e militar, além dos documentos referentes às ações afirmativas, para os que foram beneficiados por cotas sociais.

A lista com os nomes dos candidatos em espera e o edital de convocação para o preenchimento de vagas remanescentes estão disponíveis no site da Pró-Reitoria de Graduação da UFRN na seção “documentos”, no endereço: www.prograd.ufrn.br.

Fonte: UFRN.br

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Inscrições para Calourada Geral 2013.1

O DCE/UFRN  convida a tod@s @s produtores culturais do RN a se inscreverem no processo de seleção de atrações artísticas para a realização da Calourada Geral da UFRN 2013.1, que será realizada no dia 1º de março do corrente ano. As inscrições se seguem até o dia 22 de fevereiro (sexta-feira), e também servirá como uma espécie de banco de dados Cultural do DCE para a realização de outras atividades durante ano. Para o sucesso desta iniciativa, faz-se necessário que tenhamos o maior número de inscrições possíveis.

Acessem o regulamento e façam aqui e sua inscrição para a Calourada geral da UFRN 2013.1.

http://dceufrn.blogspot.com.br/p/inscricoes-caourada-2013.html

DCE/UFRN

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Colóquio Internacional de Neurociência será no auditório da reitoria

O Instituto do Cérebro (ICe) e o Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) informam a mudança de local do "Colóquio Internacional de Neurociência Cognitiva", que agora acontecerá no auditório da Reitoria Otto de Brito Guerra (Auditório da Reitoria), na UFRN.

A mudança de local deve-se à grande procura por inscrições. Até o momento, já foram registrados mais de 400 inscritos. A data e o horário permanecem o mesmo, dia 22 de fevereiro, sexta-feira, das 14h às 18h30.

A comissão organizadora ressalta que todas as palestras do evento, inclusive a mesa-redonda, serão proferidas na língua inglesa e que não haverá tradução.
 
As inscrições continuam abertas pelo SIGAA até o dia 21 de fevereiro, através do link http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/link/public/extensao/formInscricaoOnline?id=513058645&flag=true. Em caso de desistência de participação no Colóquio, a organização solicita o devido cancelamento da inscrição efetivada, para que outros interessados possam se inscrever.

Mais informações pelo e-mail extensao@neuro.ufrn.br ou pelo telefone 3215-2708, falar com a secretária Erotildes Maria.


 PROGRAMAÇÃO   

13h às 14h - Cadastramento 
14h às 14h50 - Palestra de abertura: “Neuromania: on the limits of brain science - prof. Carlo Umiltá”
15h às 16h - Mesa-redonda: “What neuroimages can tell us about cognition?” 
Moderador: prof. Antônio Pereira Júnior
Convidados: prof. Carlo Umiltá e prof. Dráulio Barros de Araújo 
Intervalo 
16h20 às 17h20 – Palestra: “The origin of the social brain” - profa. Francesca Simion 
17h30 às 18h30 – Palestra: “Orienting is not enough for explaining spatial attention” - prof. Carlo Umiltá
.



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

UFRN desenvolve sistema que pode aumentar sobrevida de pacientes com doença rara.

Texto de Juliana Holanda [compactado]
No dia 16 de agosto de 2011, Edilson José da Silva descobriu que era portador de uma doença rara: a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença neurodegenerativa que afeta os neurônios motores, de forma que o paciente vai progressivamente perdendo o movimento dos músculos. 


Três meses depois, com a rápida evolução da doença, precisou fazer uma traqueostomia para conseguir respirar. Hoje, com apenas 38 anos, não se move, não fala, não come, perdeu a capacidade de movimentar os músculos do corpo e se comunica com a esposa, que é sua cuidadora, apenas com os olhos.

Edilson é um dos 110 pacientes atendidos pelo Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), centro de referência da doença na região Nordeste. Por não poder se movimentar, a locomoção de Edilson para o hospital causa muito sofrimento. 

Uma parceria entre a equipe de saúde do HUOL, professores e pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está viabilizando um sistema que pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes com ELA e, consequentemente, aumentar a sobrevida dessas pessoas. 

Estima-se que a melhoria respiratória do paciente com Esclerose Lateral Amiotrófica consegue aumentar a sobrevida do doente em 10 a 15 anos. 

O aparelho que pode melhorar a condição respiratória do paciente de ELA recebeu o carinhoso nome de “anjo”, e o projeto desenvolvido pela UFRN para utilização do aparelho no acompanhamento dos pacientes, recebeu o título de “Um Anjo para ELA”. 

O sistema deve ser testado na casa de pacientes ainda este ano. “O paciente terá mais assistência. Isso vai melhorar não apenas o sofrimento do doente, como também a angústia da família, que sabe que a pessoa está sendo mais bem cuidada. O aparelho é realmente um anjo, que está ao lado do paciente, zelando por ele”, confirma o neurologista Mário Emílio Dourado.

O projeto é desenvolvido por uma equipe multidisciplinar com profissionais das áreas de Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Biomédica e Saúde, com médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, entre outros profissionais. 

“A tecnologia é o meio. Nós somos ferramenta para o profissional de saúde”, afirma o coordenador do LAIS, Ricardo Valentim.

“O sistema vai dar os indicadores. Quem vai de fato dizer o que vai acontecer com o paciente é a equipe de saúde. É uma ferramenta para auxiliar a equipe de saúde e não para substituir”, informa o engenheiro da computação e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Higor Morais, que participa do projeto e o transformou em sua pesquisa de doutorado.

“Quando iniciei a pesquisa, eu não conhecia a ELA, porque é uma doença rara. Mas é muito gratificante trabalhar com isso. Essa ferramenta veio para tentar melhorar a qualidade de sobrevida dos pacientes enquanto não há a cura para a doença. O objetivo é oferecer saúde pública de qualidade para uma população que é excluída do processo”, explica Higor Morais.

O projeto conta com a participação de três estudantes de graduação da UFRN, que estão há seis meses na pesquisa. Pablo Holanda e Marcelo Ribeiro Dantas são do curso de Engenharia da Computação. Para eles, o principal aprendizado está sendo a possibilidade de colocar em prática o conhecimento aprendido na Universidade. 

“A gente agora está tendo a oportunidade de aplicar nosso conhecimento dentro da área de saúde”, conta Pablo. “Essa oportunidade é fantástica, porque na área de Saúde temos a possibilidade de salvar vidas, melhorar a qualidade de vida das pessoas. Nossa área de estudo é muito abstrata e com esse projeto dá para fazer um grande diferencial, na prática”, complementa Marcelo. 

Já a estudante de Engenharia Biomédica, Leila Cavalcanti, enfatiza a importância de trabalhar com uma doença rara. “Como a doença é muito rara, pode-se pensar que essas pessoas são um pouco esquecidas, mas o LAIS utiliza a tecnologia para mostrar que as pessoas com doença rara podem ter a oportunidade de ter um tratamento de qualidade e é muito gratificante trazer um conforto para esses pacientes”, afirma. 



Retirado de: UFRN.br

VIII aula magna do curso de direito da UFRN.


No ultimo dia 07 foi realizada a aula magna do curso de Direito da UFRN, com o tema: "O direito à universidade pública no debate sobre as cotas". Estavam presentes Luislinda Valois, primeira juíza negra do Brasil e desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça da Bahia; Shirlenne Santos, agente social, integrante do Observatório da Infância e Juventude (OBIJUV), membro da POSSE de HIP-HOP Lelo Melodia; e Jéssika Rufino, estudante de Direito e de Ciências Sociais, integrante do Programa de Educação Popular em Direitos Humanos Lições de Cidadania e do Centro Acadêmico de Direito Emanuel Bezerra.

A coordenadora geral do DCE-UFRN, Danyelle Guedes, também prestigiou o evento e em nome do DCE parabeniza o Centro Acadêmico Amaro Cavalcanti pela brilhante iniciativa de fazer no inicio de cada semestre um debate tão rico de conhecimentos. Segundo Danyelle, a mesa não poderia ser escolhida de maneira melhor: 4 mulheres negras e oriundas de periferias para discutir as cotas.


Todas as fotos em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.411201995633026.97312.100002296860295&type=1

Recepção dos calouros da FACISA e CERES.


 A coordenadora Geral do DCE-UFRN, Danyelle Guedes, viajou nos dias 5 e 6 de fevereiro para recepcionar os novos estudantes dos Campus do interior do estado, CERES e FACISA, respectivamente. Ela apresentou o DCE-UFRN aos novos ingressantes, explicou suas funções e as atividades que a instituição promove dentro da UFRN. Apresentou, também, de forma breve, o movimento estudantil dentro e fora da universidade. Gostaríamos de, aqui, agora, desejar também as boas vindas aos calouros que não puderam comparecer a recepção dos Campus do interior do estado, sejam bem vindos!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

PROGESP abre inscrições para Atividades de Capacitação 2013

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP), através da Diretoria de Desenvolvimento de Pessoas e da Coordenadoria de Capacitação e Educação Profissional, abre inscrições a partir desta quinta-feira, 14, para as Atividades de Capacitação de 2013, que serão iniciadas nos meses de fevereiro e março.

Este ano, as inscrições acontecem sempre no mês anterior ao início da atividade.  Nesse primeiro momento, estão sendo oferecidas oito atividades, as quais: Procedimentos de Gestão de Pessoas da Unidade com o SIGRH - 30h; Submissão de Projetos Acadêmicos no SIGAA - 20h; Segurança em Serviços de Eletricidade - NR10 - 40h; A Pessoa com Deficiência no Contexto Brasileiro - 60h; Comunicação no Ambiente Organizacional - 30h; Leitura Crítica e Produção Textual - 40h; Prezi Básico - 20h; Saúde e Segurança no Trabalho - 30h.

Os interessados devem se inscrever através do SIGRH (www.sigrh.ufrn.br) > Menu Servidor > Capacitação > Inscrições > Realizar Inscrição. É preciso providenciar, até o início da atividade, a autorização da chefia através do SIGRH (www.sigrh.ufrn.br) > Menu Servidor > Chefia da Unidade > Capacitação.

Informações mais detalhadas no portal da PROGESP (www.progesp.ufrn.br) > Área do Servidor > Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento, como também no próprio SIGRH  (www.sigrh.ufrn.br), através dos telefones 3215-3279/3215-3136 ou pelo e-mail capacitacao@reitoria.ufrn.br.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Restaurante Universitário tem funcionamento modificado no Carnaval

Neste sábado, 9, o RU funcionará até o almoço, das 11h às 13h. Já de domingo a quarta-feira, estará fechado. O funcionamento voltará ao normal na quinta-feira, 14.

Como no sábado, 9, o RU abrirá até o almoço, serão entregues quentinhas para o jantar. Durante o feriado, os alunos residentes que justificarem sua presença na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) poderão receber uma cesta com itens alimentícios.

A nutricionista do RU, Alzeneide Fernandes de Oliveira, explicou que será feito um levantamento de quantos estudantes permanecerão nas Residências Universitárias. Em seguida, será produzido um cardápio e os itens alimentícios serão enviados aos residentes para que eles possam fazer suas refeições.

Alzeneide de Oliveira explicou ainda que os alunos precisam confirmar a presença na UFRN para receber os alimentos. “Para receber, os residentes precisam justificar aos conselheiros que ficarão aqui”.

Fonte: UFRN.br

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

PROGRESP recebe até hoje documentos dos selecionados para o Ágora


A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), encerra nesta terça-feira, 5, o prazo de entrega do Termo de Compromisso e Declaração de Autorização da Chefia Imediata, dos candidatos classificados no Processo Seletivo de Bolsas de Língua Estrangeira do Instituto Ágora.

A referida documentação está disponível no site da PROGESP e deverá ser entregue devidamente preenchida e assinada, através do e-mail: capacitacao@reitoria.ufrn.br,  ou pessoalmente na Coordenadoria de Capacitação e Educação Profissional (CCEP) na Diretoria de Desenvolvimento de Pessoas, nos horários de 8h30 às 12h e das 14h30 às 18h.

Quem não entregar a documentação no prazo indicado perderá automaticamente a bolsa. Nesse caso, a CCEP convocará o candidato classificado no cadastro de reserva.  

O resultado final do Processo Seletivo será publicado nesta quarta-feira, dia 6 de fevereiro.

Mais informações pelo e-mail: capacitacao@reitoria.ufrn.br ou pelos telefones 3215-3136 e 3215-3279.


Fonte: UFRN.br

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Nossa Universidade recebeu hoje seus novos estudantes.

É com muito prazer que o Diretório Central dos Estudantes da UFRN,  deseja as Boas Vindas aos Calouros e Calouras da Universidade Federal do Rio Grande do Norte!

Hoje começou uma longa e merecida trajetória para todos vocês. Estar na Universidade  do Rio Grande do Norte é ser parte de uma comunidade livre que exige esforço, dedicação e competência, mas que também oferece contato com pessoas incríveis. Um mundo de vivências inesperadas e de festas memoráveis que receberá vocês!

Queremos que o conhecimento construído nessa Instituição pública seja determinante no espaço onde vivemos na cidade ou no campo. Pois a missão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte é educar, produzir, e disseminar o saber “universal”, preservar e difundir as artes e a cultura, e contribuir para o desenvolvimento humano, comprometendo-se com a justiça social, a sustentabilidade socioambiental, a democracia, e a cidadania. Não queremos nada além dessa missão e temos responsabilidade em indicar metodologias e possíveis caminhos para sua efetividade.

Acreditamos poder decidir sobre os rumos de investimentos, prioridades e políticas da universidade, simplesmente porque essa Instituição nos pertence.

Entretanto, se o mundo não é cor de rosa, não seria a UFRN a ser. Jamais hesitem em expressar aquilo que pensam e não se preocupem com rótulos, pois quem precisa deles são azeitonas. Sejam vocês mesmos, descubram do quê são capazes e o sucesso é garantido!
Não deixem de lutar nunca por uma UFRN livre que justifique o esforço de cada um de vocês para estar aqui!

Sejam bem-vindos à UFRN!